[ / / / / / / / / / / / / / ] [ dir / 2hu / agatha2 / animu / ck / fascist / gif / tob / vichan ]

/27chan/ - 27chan

A união faz o meu pinto crescer

Catálogo

Winner of the 83rd Attention-Hungry Games
/strek/ - Remove Hasperat

May 2019 - 8chan Transparency Report
Nome
E-mail
Assunto
Comentário *
Arquivo
Senha (Randomized for file and post deletion; you may also set your own.)
* = obrigatório[▶ Opções e restrições de postagem]
Confused? See the FAQ.
Inserir
(substitui os arquivos e pode ser usado no lugar deles)
Opções

Tipos de arquivos permitidos: jpg, jpeg, gif, png, webm, mp4
O tamanho máximo da imagem é de 16 MB.
As dimensões máximas da imagem são de 15000 x 15000.
É possível fazer o upload de 5 arquivos por postagem.


repórtein u cansêr!!!11onzi

File: 1d2a896dd69fadf⋯.jpg (140,76 KB, 1024x585, 1024:585, lula-caravana-1024x493-102….jpg)

 No.2228[Responder]

Não existe “onda bolsonarista”, existe onda de abstenções, nulos e brancos: 40 milhões não votaram

Depois do resultado do primeiro turno eleitoral, muitos têm afirmado acerca de uma suposta “onda bolsonarista” que teria contaminado a população, mas a verdade é que não existe tal onda no mundo real. bostanazi obteve 49 milhões de votos ao passo que as abstenções, votos nulos e votos em branco atingiram o patamar de 40 milhões de eleitores. Verificamos, pois, que se trata de mais uma falácia criada pela imprensa burguesa.

Em outras palavras, a maioria da população não votou em bostanazi ou não viu nele um candidato atrativo. Em verdade, nenhum dos candidatos foi capaz de atrair a maioria dos eleitores, posto que o único candidato que tem essa envergadura foi arbitrariamente excluído por um conjunto de medidas ilegais. Lula despontava com quase metade das intenções de voto quando foi preso antes do trânsito em julgado processual. Tinha enormes condições de ganhar no primeiro turno com o transcorrer da campanha.

Lula defendia um nacionalismo, tornando-o intragável aos golpistas, porém com amplo respaldo popular. Não à toa que as abstenções, votos nulos e votos em branco quase venceram o primeiro turno do certame eleitoral. Destarte, a denuncia da fraude eleitoral se torna cada vez mais imperiosa nesse vácuo eleitoral.

 No.2230

File: 67a8466b9f4bc0f⋯.jpg (67,94 KB, 1024x585, 1024:585, bolso-x-haddad-1024x585.jpg)

O povo sabe que sem Lula é fraude: mais de um terço dos brasileiros não foi votar

O ex-presidente Lula liderava todas as pesquisas de intenção de votos, chegando a cerca de 40% no final de agosto de 2018. Com o boicote de alguns institutos de pesquisa e da imprensa golpista em geral, com a prisão ilegal e proibição de ser entrevistado, prejudicando a campanha, ele não parou de crescer e já era certo que, se concorresse, poderia ganhar no primeiro turno.

Com o risco de ser eleito mais uma vez, com imenso apoio popular, o ex-presidente colocava o golpe em xeque, motivo pelo qual o Sistema de Justiça, completamente dominado pelos golpistas, teve que mostrar-se nu e pôs fim ao caso, rejeitando o registro de sua candidatura, numa manobra das mais vis de que se tem notícia no Tribunal Superior Eleitoral, com direito a rasgarem um tratado internacional de que o Brasil é parte.

Não resta dúvida de que Lula liderava as pesquisas como demonstração do povo de sua resistência aos golpistas. Era expressão da luta contra o golpe. Com a fraude que retirou Lula da competição, o resultado é, desde 1998, o mais alto índice de abstenção (ou seja do número dos que não foram votar): 20,32%. Com isso, 29.719.056 pessoas deixaram não comparecer às seções eleitorais. Do mesmo modo, o número de votos em branco foi de relevantes 3.095.689 (2,65%), e o número de votos nulos chegou a 7.161.245 (6,14%).

A soma desses percentuais (29,11%), são quase 40 milhões de pessoas que preferiram não votar ou, indo votar, decidiram não escolher um candidato à Presidência da República, o que indica que para grande parte da população o processo é uma grande fraude e não compensa dele participar.

Considerando a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de impedir de votar mais de 3 milhões de eleitores, a maioria residente em lugares pobres que importavam grande dificuldade de locomoção inclusive, por não terem feito feito o cadastramento biométrico, deixou claro para muitos que o próprio Judiciário é um dos principais atores da fraude.

Segundo dados do TSE, o Brasil teria 147.302.A postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.




File: a1ca289b18f31ea⋯.png (829,03 KB, 1024x585, 1024:585, 20181008_173448-1024x748-1….png)

 No.2229[Responder]

Fraude: cheirécio, odiado, é eleito; Dilma, com enormes comícios, não é

As eleições deste ano reforçaram aquilo que já se sabe: a fraude dos processos eleitorais, controlados pela burguesia.

Um dos exemplos desta fraude pode ser visto em Minas Gerais. A líder das pesquisas e ex-presidenta, democraticamente eleita por mais de 54 milhões de votos, Dilma Rousseff, perdeu a disputa ao senado, ficando em 4° lugar. Ela, que era cotada com 27,9% das intenções de voto, recebeu, supostamente, 2.658.852 votos.

Os vencedores foram Rodrigo Pacheco (DEM), com 20,54% dos votos e Carlos Viana (PHS), com 20,28%.

A burguesia elegeu, porém, o impopular cheirécio Neves a deputado federal na mesma região. Ele foi, supostamente, o 18° candidato mais votado no pleito, com, mais ou menos, 106 mil votos. O golpista, que visivelmente não foi escolhido pelo povo, foi inclusive hostilizado pela população quando foi votar, na tarde deste domingo, no Bairro de Lourdes, em Belo Horizonte.

Quando questionado sobre quem apoiaria no 2° turno das eleições, entre Fernando Haddad (PT) e Jair bostanazi (PSL), cheirécio disse que não iria se pronunciar, mas que jamais apoiaria o Partido dos Trabalhadores.

É importante ressaltar, mais uma vez, a fraude que é o processo eleitoral. Os resultados deste domingo demonstram o avanço da direita golpista no país, que só poderá ser derrubada através de amplas mobilizações populares, que são a única forma de garantir a conquista e o mantimento de direitos da classe trabalhadora.



File: 62eae5a3d2dbee3⋯.jpg (71,55 KB, 1024x585, 1024:585, urna-eletronica-mao-1024x6….jpg)

 No.2227[Responder]

Fraude: não foi a vontade dos eleitores que prevaleceu, mas a “vontade” das urnas

O resultado apresentado pela justiça eleitoral para as eleições do último domingo, se contrapuseram, e muito, até mesmo às pesquisas fraudulentas apresentadas poucas horas antes do pleito que, mesmo com toda a manipulação costumeira do processo eleitoral, chegar a mostrar variações de até 70% de diferença em relação ao que foi divulgado nas pesquisas apresentadas na véspera, pelos órgão que são vinculados aos principais monopólios da imprensa golpista como o Ibope/Globo-Estadão e o Datafolha/Folha de S. Paulo.

Com mil piruetas os “analistas”procuram explicar na TV tamanha “margem de erro”, alegando mudanças bruscas no estado de ânimo do eleitor, diante de uma campanha que – praticamente – não existia ou ainda atribuindo o resultado a um suposto apoio do candidato direitista Jair bostanazi, que praticamente não fez campanha nem para si mesmo, mas teria sido decisivo na eleição de supostos aliados.

Como mágica, elementos sem qualquer popularidade, sem campanha colossais, sem nada, saltaram da quarta ou quinta colocação para a liderança nas urnas.

Assim, elementos reacionários e que tinha dificuldade até para se elegerem deputados em eleições anteriores (não eram portanto “novos”ou elementos “de fora da politica” etc.) tornaram-se recordistas de votos como o ultra reacionário major Olímpio, senador eleito com mais de 9 milhões de votos, em São Paulo.

Não faltaram a ultrapassagem, sem qualquer motivação excepcional, de candidatos da esquerda que haviam se oposto ao golpe de estado, como a presidenta Dilma Rousseff, em Minas Gerais, do vereador Eduardo Suplicy, em São Paulo, e do senador Roberto Requião, no Paraná, todos com derrotas acachapante e na reta final, nas eleições para o Senado.

No Rio de Janeiro, mesmo com o apoio do ex-governador que figurou no segundo lugar das pesquisas, por mais tempo, e que se encontrava 48 h antes do pleito na segunda colocação na disputa para o governo, o senador Romário (Pode), foi ultrapassado por dois candidatos que ocupavam a teA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: faee124fce2051f⋯.jpg (81,98 KB, 1024x585, 1024:585, bancos-bolsonaro-1024x576-….jpg)

 No.2226[Responder]

Após a farsa eleitoral, mercado apresenta alta

Da redação – Nesta segunda-feira, dia 08 de outubro, um dia após as eleições fraudulentas do último domingo, a Bolsa de valores operou em forte alta, acima dos 85 mil pontos. Segundo a imprensa burguesa, porta voz oficial dos interesses do imperialismo no Brasil, a alta estaria associada a divulgação do resultado eleitoral que colocou o candidato fascista Jair bostanazi no segundo turno na frente do candidato petista Fernando Haddad.

A alta da Bolsa de valores também foi acompanhada de uma leve queda no valor do Dólar americano em relação à moeda brasileira, aproximadamente 10 centavos abaixo do fechamento da última sexta-feira, dia 05 de outubro. De acordo com representantes da burguesia e do imperialismo, não apenas a potencial eleição de bostanazi para o segundo turno, mas também a expressiva bancada que a direita obteve no Congresso e no Senado promoveriam um ambiente propício para que os golpistas aprovem as reformas que retiram os direitos da população, como por exemplo a reforma da previdência que o governo golpista de Temer foi incapaz de levar adiante. A agência Moody’s por exemplo, declarou que “Independentemente de quem vença, o novo presidente terá que formar alianças no Congresso que permitam a aprovação de reformas fiscais —especialmente a da Previdência— para que se encaminhe uma fragilidade fundamental no perfil de crédito do Brasil”.

Outro representante do mercado e, sobretudo dos banqueiros, Alejandro Hardziej, “O primeiro turno da eleição presidencial deixou bostanazi em uma surpreendente boa posição para se tornar o próximo presidente brasileiro. bostanazi é o candidato mais pró-mercado, defendendo reformas necessárias e privatizações no país. Enquanto continuamos acreditando que a economia brasileira seguirá em recuperação lenta apesar do resultado da eleição, o resultado do primeiro turno será positivo para a dívida brasileira”.

O que fica claro é que a ausência do candidato preferencial da burguesia e do imperialismo no segundo turno das eleições, coloca bostanazi como uma opção possível aos olhos dos golpistas. Para o Golpe de Estado, independentemente de qual candidato, o mais importante é a A postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: 842281e6a3007f4⋯.png (719,93 KB, 1024x585, 1024:585, Captura-de-Tela-2018-10-07….png)

 No.2225[Responder]

Ataque a urna é revolta contra a fraude eleitoral

Que as eleições fraudadas estão gerando uma grande insatisfação não é algo novo, mas a cada etapa do aprofundamento do golpe, novos fatos são produzidos, e um deles foi em Santa Catarina.

Eleitor levou uma marreta para a votação e destruiu uma urna eletrônica. O fato que é apresentado como algo isolado, sustentado pela tese de que o rapaz fez isso por possuir problemas psicológicos, é apenas uma tentativa de camuflar um sentimento mais amplos das massas com o processo fraudulento.

Não é conhecido se o eleitor possui alguma preferência política, mas definitivamente, o ataque a urna representa a decadência do sistema político para grande parte da população, que até a renuncia sob pressão dos militares do ex-presidente Lula, estavam esperançosos com sua candidatura.

É importante compreender que ações como esta demonstram um sintoma, mas que o problema somente será resolvido mediante uma luta organizada dos trabalhadores nas ruas, pois as eleições são uma ferramenta da burguesia para garantir o poder e não será por intervenções individuais que conseguiremos derrubar o regime golpista que massacra o país.



File: 7e53ecf59f2903c⋯.jpg (207,03 KB, 1024x585, 1024:585, sp-1024x678-1024x585.jpg)

 No.2224[Responder]

Abstenção nas urnas demonstra reação do povo contra o golpe de Estado

Da redação – Apesar de todas as fraudes que ocorreram nas urnas e das manobras para impedir a população mais pobre de votar, ao final das apurações em todo o país, o número de abstenções indicava mais de 20%, isto é, a cada cinco eleitor brasileiro, um decidiu não votar. No total, mais de 30 milhões de eleitores nem compareceram nas urnas. É o maior número desde 1998, quando 21,5% do eleitorado não foi votar.

Em estados como Mato Grosso do Sul, quase 1/4 da população não foi votar. Mas o que vale ressaltar é que em todos os estados, tirando Roraima, a abstenção foi maior que 15%. Os dados demonstram que a população está reagindo ao golpe de estado, desacreditados com as eleições fraudadas pelos golpistas.

O início desse descrédito ocorreu quando impediram o principal candidato do povo de se candidatar, Luiz Inácio Lula da Silva, que na pesquisa aparecia com quase 60% dos votos válidos. Depois, a ofensiva da direita ficou ainda mais fácil. Centenas de candidatos foram impugnados, outros milhares não puderam fazer campanha política e assim se arrastaram as eleições do golpe, fazendo com que a população, que supostamente deveria participar da “festa da democracia”, ficou totalmente à parte do processo eleitoral.



File: c85a69d0ecf366d⋯.jpg (110,9 KB, 1024x585, 1024:585, naom_59370d34af129-1024x57….jpg)

 No.2222[Responder]

Queima tudo e vende o que sobrar: golpistas criam “agência reguladora” para vender os museus do país

A politica do golpe de estado é a política de choque, ou seja, de venda de todo patrimônio público e cultural brasileiro, nem que para isso os golpistas tenham que se utilizar de uma tragédia para concretizar seus interesses. Menos de dez dias após uma dos maiores atentados contra a cultura nacional brasileira, o incêndio do Museu Nacional do Rio de Janeiro, o governo golpista já anuncia, por meio de uma medida provisória, a criação de uma nova agencia reguladora dos museus nacionais, vinculada diretamente com as empresas, a chamada iniciativa privada.

O governo golpista extinguiu o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAN), vinculado diretamente ao Ministério da Cultura, ao Estado, para criar a ABRAM, Agência Brasileira de Museus, gerida pelas empresas privadas, a qual será responsável por administrar s museus nacionais. A Abram ficará responsável pela reconstrução do museus nacional, além da sua administração. Desse modo, a Universidade federal do Rio de Janeiro, a UFRJ, que antes era responsável pela administração do Museus, perderá espaço na gerencia da entidade. A proposta do governo é repassar o controle integral do Museu a Abram.

A ABRAM será organizada como um Sistema Social Autônomo, o Sistema S. A Agência contará com R$200 milhões repassados pelo Sebrae, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e pequenas empresas. Ligada diretamente ao empresariado, portanto, a Abram gerenciará os museus do país atendendo os interesses do capital privado, ou seja, o lucro, um passo decisivo para a privatização do setor.

É necessário denunciar mais esse ataque à cultura nacional promovido pelo golpe. Para os golpistas, tudo é um pretexto para impor a política de terra arrasada do neoliberalismo, mesmo que seja utilizando uma tragédia como a ocorrida no Museu nacional.



File: 16957dd64e3b823⋯.jpg (180,71 KB, 1200x630, 40:21, Ele-5-1200x630.jpg)

 No.2221[Responder]

Eleições Brasileiras: De Susto, De Bala Ou Vício

por Dóris Castro e Ana Araújo, da redação.

Pouca gente imaginava que a manifestação das mulheres brasileiras no sábado passado fosse tão avassaladora. Meio milhão de pessoas (ou bem mais?) inundaram ruas e cidades de norte a sul do país. Nenhuma cidade importante ficou fora. Por algumas horas o Brasil ficou bonito. Alegre, colorido, inteligente.

Com seu incisivo #EleNao as mulheres balançaram a roseira da abjeta sociedade civil brasileira. Devolveram a política para as ruas. Tencionaram os limites do Estado democrático brasileiro. Os efeitos foram imediatos.

A crise voltou para as ruas. O #EleNao que contagiou a sociedade civil foi um contundente recado político jogado na cara da protoburguesia brasileira: não adianta ficar fazendo de conta que um novo presidente poderá restabelecer a governabilidade deste país irremediavelmente falido.

Depois de terem aparentado, dias antes, certo desprendimento de soluções políticas suicidas, como observado em nosso último boletim (http://criticadaeconomia.com.br/situacao-politica-brasileira/), as volúveis convicções da protoburguesia de Fernando Henrique et caterva sofreram um giro de 180 graus. Resolveram eleger o candidato que a revista The Economist definira ela mesma como a “a mais recente ameaça para a América Latina”.

Com ações incrivelmente articuladas, como uma verdadeira quartelada, a burguesia e proprietários fundiários em peso jogaram todas suas fichas de apoio ao #EleSim. E decidiram eleger a estranha criatura para comandar os destinos da nação.

Acionaram propaganda super concentrada para a criatura na grande mídia, agiram na descarada manipulação das pesquisas eleitorais Data Folha e Ibope, renovaram emergencialmente novos ataques da ditadura do Judiciário – Aldo Moro, Supremo Tribunal Federal, etc.

O espectro da rebeliãoA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: 937e3c8d7efd5f9⋯.jpg (74,12 KB, 1024x585, 1024:585, ciro-e-alc-1024x1024-1024x….jpg)

 No.2219[Responder]

Quem acredita em "pesquisa" eleitoral é TROUXA, com todas as letras.

Nova pesquisa do Datafolha comprova manobra eleitoral

Da redação - Ontem a noite (04/10) saiu a mais nova pesquisa do Datafolha, o instituto da “pesquisa” da Folha de São Paulo. Nela, Jair bostanazi e Fernando Haddad se mantêm na liderança. O primeiro, do PSL, sobe para 35% e o segundo, do PT, se mantém estável em 22%. Além disso, os outros candidatos continuam com mais ou menos o mesmo resultado.

- Jair bostanazi: 35%

- Fernando Haddad: 22%

- Ciro Gomes: 11%

- Geraldo picolé de chuchu: 8%

- Marina Silva: 4%

Ou seja, percebe-se que os espantalhos do imperialismo continuam sendo inflados. Haddad se mantendo estável a muito tempo, o que indica que ele será desinflado e cairá nas pesquisas, para legitimar a manobra eleitoral orquestrada pela direita.

No segundo turno entre Haddad e bostanazi, Haddad não ganharia de bostanazi, o que foi apresentado de forma diferente nas outras pesquisas da burguesia. Essa confusão é para gerar um conflito nos setores que apoiam os chamados “extremos”; para que alguns setores de esquerda, com medo de bostanazi, não votem no Haddad, que ao contrário de Ciro Gomes, não ganha em do espantalho direitista do PSL em todas as pesquisa.

Da mesma forma, bostanazi não ganha de PT, espantalho usado para amedrontar a direita, em todas os cenários das pesquisas. E por isso seria preciso votar em um outro candidato de direita para barrar o PT.

Ou seja, a “pesquisa” da burguesia cai perfeitamente para manipular os votos da forma que convém aos golpistas. Juntando os candidatos nanicos da direita (Amoedo, Meireles e Marina) com Geraldo picolé de chuchu, o tucano chegaria a 18%, chegando perto de Haddad, cujos ataques contra ele e a estagnação dele indicam que ele irá cair, e picolé de chuchu poderia facilmente ir pro segundo turno. Lembrando que Ciro Gomes também pode serA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: ea37f6d5b38f48e⋯.png (246,46 KB, 1024x585, 1024:585, Screen-Shot-2018-10-05-at-….png)

 No.2216[Responder]

Ainda bem que eu nem tenho mais esse troço de facemerda. Nem sinto a mínima falta.

Representar ideias viola os “Termos” do Facebook

Da redação – O Facebook está em campanha para interferir nas eleições brasileiras. As redes sociais na Internet acabaram servindo para que as pessoas comuns pudessem fazer um contraponto, ainda que modesto, aos monopólios capitalistas das comunicações. Agora as próprias empresas privadas responsáveis por essas redes estão tratando de bloquear esse efeito de servir para vozes dissonantes se expressarem. É o caso do Facebook, que nos últimos dias vem bloqueando em massa perfis de militantes de esquerda e simpatizantes de partidos de esquerda.

Ao tentar fazer login em suas contas, os usuários são informados de que tiveram a conta bloqueada. Ao clicar em um link para ter mais informações sobre o motivo, o usuário se depara com um texto informando os “Termos” do Facebook. Entre outras regras, o Facebook apresenta o seguinte: “As contas do Facebook são apenas para uso individual. Usar um perfil pessoal para representar qualquer coisa além de si mesmo é uma violação de nossas políticas (por exemplo, celebridades, animais, ideias, objetos etc.).”

Ou seja, segundo o próprio Facebook, a rede social não pode ser usada para expressar ideias. Geralmente a empresa ignora essa “condição”, pois grande parte de seus usuários violam esse termo. Agora essa regra está sendo aplicada em massa. O Facebook, uma empresa estrangeira, está buscando interferir no processo eleitoral brasileiro. O eleitor brasileiro já é obrigado a ver uma eleição dominada pela Globo. Agora não pode sequer expressar determinadas ideias (de esquerda) na rede social. Enquanto os EUA acusam a Rússia de interferir em suas eleições, o que é uma acusação ridícula, empresas e ONGs norte-americanas interferem nas eleições nacionais e fomentam campanhas golpistas no país.

 No.2218

File: 353988372c53ba3⋯.jpg (40,01 KB, 1024x585, 1024:585, face-1024x576-1024x585.jpg)

Pra quem ainda quer ter uma rede social sem o perigo de ser censurado, ainda tem o VK: https://vk.com/

Facebook está derrubando perfis dos militantes de esquerda, às vésperas das eleições

Este jornal já havia denunciado que o Facebook é um instrumento importante para a propaganda política, já que milhões de pessoas utilizam as redes sociais, inclusive para acompanhar as notícias do momento. A ofensiva da direita para censurar o meio é enorme. Iniciou com o fechamento das páginas da extrema-direita, como MBL, astrolavo de Carvalho e assim por diante.

Na época, foi dito que não era algo a se comemorar, já que isso iria estourar em cima da própria esquerda. Agora, às vésperas das eleições, quando os militantes estão todos agitando nas redes sociais, o que pode haver uma grande influência política, mais de 40 militantes do PCO e do PT, com contas ativas nas redes sociais, com centenas de curtidas, alcance na casa dos milhares, e dezenas de milhares de seguidores, estão sendo fechadas.

A desculpa que o Facebook está usando é totalmente esfarrapada. Diversos militantes tiveram suas contas fechadas apenas por compartilharem matérias denunciando a fraude nas eleições. Foi proibido o uso do #Eleifraude2018, denunciando as eleições fraudadas deste ano. Influenciadores digitais como o coordenador do acampamento Marisa Letícia tiveram suas contas fechadas. É importante denunciar: isso faz parte da fraude eleitoral!




File: 338993fe28da826⋯.jpg (97,49 KB, 1024x585, 1024:585, img_9948-1024x703-1024x585.jpg)

 No.2217[Responder]

Campanha contra o PT: donos do golpe manobram para tirar Haddad do segundo turno

Os últimos dias da campanha eleitoral estão sendo marcados por uma grande ofensiva dos “donos do golpe” contra o Partido dos Trabalhadores e o seu candidato à presidência, Fernando Haddad, com o objetivo de tirá-lo do 2º turno.

Os principais meios de comunicação da imprensa golpista estão impulsionando uma série de denúncias forjadas nos porões da Lava-jato. Por um lado, Sérgio Moro, o Mussolini de Maringá, vazou para a rede Globo parte do depoimento do ex-ministro Antônio Palocci, onde este denuncia um suposto esquema de caixa-dois nas duas campanhas eleitorais que levaram à vitória de Dilma Roussef. Como tem sido a marca registrada da operação, são depoimentos absolutamente desprovidos de qualquer materialidade.

Em outra frente de atuação, o Ministério Público apresentou novo requerimento a Moro solicitando nova condenação de Lula por “corrupção passiva e lavagem de dinheiro”, por recebimento da Odebrecht de vantagens indevidas de um terreno em São Paulo, que serviria como sede para o Instituto Lula.

Já contra Haddad estão sendo requentadas denúncias de recebimento de caixa-dois, também da Odebrecht, nas eleições de 2012, ano em que foi eleito prefeito de São Paulo, e de superfaturamento nas obras de trechos da ciclovia na capital paulista.

Para coroar o caminho da fraude eleitoral, além de apresentar Haddad como um elemento radical, que não pode ser eleito de nenhuma forma, os principais jornais da imprensa golpista apontam a estagnação do candidato petista nas pesquisas e o crescimento da sua rejeição.

“Os donos do golpe” têm uma meta: retirar a possibilidade de Haddad chegar ao 2º turno. Isso não quer dizer que conseguirão. Mas temos que ter presente que foram bem sucedidos na exclusão de Lula das eleições e que a chegada do candidato petista ao segundo turno nunca esteve garantida. Até domingo a burguesia golpista não medirá esforços para ter dois candidatos de sua confiança com o claro propósito de legitimar o golpe com a empulhação do “respaldo popular” peA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: 7b81123288de583⋯.jpg (99,14 KB, 1024x585, 1024:585, OEA-1024x683-1024x585.jpg)

 No.2215[Responder]

Braço do imperialismo: OEA vem ao Brasil para legitimar a fraude eleitoral

Para os que ainda tinham dúvidas quanto a ingerência norte-americana mundo afora, uma missão de observação eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA) pode ser considerada a demonstração mais acabada do intervencionismo imperialista no Brasil. O grupo – a serviço do imperialismo norte-americano – será composto por 48 observadores e chefiado pela ex-presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla. O comitê de espionagem e ingerência acompanhará a votação em 15 estados brasileiros, enquanto outros seis integrantes irão monitorar o processo em outros países. Ademais, os serviçais foram convidados pelas autoridades golpistas brasileiras e montarão acampamento até o segundo turno.

Em entrevista ao canal de notícias DW, a chefe da comissão confirmou o caráter legitimador do golpe por parte da OEA. “Confiamos que o processo ocorra dentro da maior solidez, respeitando a legitimidade das instituições eleitorais, sem descartar a possibilidade, sempre, de implementar melhorias.”, disse. Quando perguntada quais foram os motivos do convite feito pelas autoridades golpistas brasileiras, a ex-presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla, respondeu: “elaborar um conjunto de reflexões a partir de uma observação rigorosa que realizamos, para passar às autoridades eleitorais do país. Assim elas podem fortalecer, melhorar, aprofundar os processos de democracia eleitoral”.

Vale ressaltar, que será a primeira vez que a OEA acompanhará as eleições no Brasil. Essa mesma organização que se posicionou contra as eleições venezuelanas e nicaraguenses, dará todo o suporte aos lacaios que perpetraram a derrubada da presidenta Dilma e através de um estratagema jurídico, mantém o ex-presidente Lula, encarcerado – sem quaisquer provas. Enquanto o candidato preferido do povo está preso – sob a alegação de provas indeterminadas, a direita se contorce para extrair do caldo do golpe, todas as intrujices das quais gozam de pleno suporte; para tal feito, necessitam de um aparato burocrático a nível internacional que, como já denunciamos nesse diário, é oferecido pelos Estados Unidos da América (EUA).

Diante da escalada golpA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: 24bdb87851afbab⋯.png (207,63 KB, 1366x768, 683:384, kek.png)

File: bc6f06eeb642b5f⋯.jpg (76,6 KB, 600x536, 75:67, Girls.jpg)

 No.2210[Responder]

Não, pera, só mais um pouquinho...

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

HUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUEHUE

 No.2214

File: 6c0461b05f69850⋯.jpg (260,74 KB, 1280x720, 16:9, laughing.jpg)

>ridicularizações sobre o nosso recinto sancto

>nosso recinto sancto

>recinto sancto




File: bb8abf6b01bbaaf⋯.jpg (119,45 KB, 1024x585, 1024:585, carteiras-trabalho-1024x68….jpg)

 No.2194[Responder]

Vai lá ser empregado e direitista ao mesmo tempo...

Mais de 100 mil demitidos: a CLT não foi “modernizada”, ela foi destruída!

Da redação – O fim da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), perpetuada pelos golpistas em novembro do ano passado, mesmo com pouco tempo de práticas contra os trabalhadores e suas organizações, nos mostra sua verdadeira face através dos números atuais de demissões por “acordo”: 109.508 mil demitidos pela “modernização” escravocrata, segundo o Ministério do Trabalho.

A imprensa burguesa, venal como sempre, trata do número assustador, e que na verdade revela a falta de estabilidade para a classe trabalhadora, como algo positivo. A “beleza” da situação toda, está no fato de que na “nova CLT”, o trabalhador que pede a demissão “nesses termos”, recebe metade das verbas trabalhistas apenas, além de seguir os ritos do contrato individual.

Como o PCO alertou amplamente, está sendo extinto, por exemplo, o seguro-desemprego (https://www.causaoperaria.org.br/acervo/blog/2017/07/21/reforma-trabalhista-e-o-refluxo-da-classe-operaria/), pois agora tudo é feito pela pressão econômica do patrão, como anteriormente aos sindicatos serem organizados para usar a força contra a situação de escravidão que havia. Os casos onde os patrões oferecem salários miseráveis, condições de trabalhos absurdas, horários reduzidos para aumentar o lucro, e assim, o trabalhador tem que ter mais de dois ou três empregos, aumentam a cada dia. Sem contar que a mesma não serve ao “grande escalão” da sociedade, os juízes e tantos outros (https://www.causaoperaria.org.br/reforma-trabalhista-nao-vale-a-maioria-dos-trabalhadores-dizem-700-juizes/).

A campanha do PCO denunciou desde antes do golpe contra Dilma que essa situação aconteceria:

Afinal, os chamados A postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

Última edição em


File: 09cdb5d59847615⋯.jpg (62,95 KB, 1024x585, 1024:585, mourão-1024x481-1024x585.jpg)

 No.2195[Responder]

É sério isso?

Quer dizer, eu sei a resposta. Essa eleição obviamente é de mentirinha. Ninguém leva a sério.

Vice da onça: boiolão orienta esquerda a votar no PSDB para derrotar sua própria chapa

O candidato a vice na chapa de Jair bostanazi, general Hamilton boiolão disse na segunda-feira, que o candidato do PT, Fernando Haddad, é o concorrente “mais fácil” de derrotar no segundo turno. “Eu acho que não tem mais fuga. Se o bostanazi não vencer no primeiro turno, o segundo será disputado com Haddad”, disse.

Ao desembarcar em Brasília, o general declarou a jornalistas: “é bom porque vamos capitalizar o sentimento que existe no País, que não quer a volta desse grupo à Presidência da República.” Dessa forma, como é amplamente rejeitado, bostanazi aparece para a população como um candidato mais forte do que realmente é e, assim, torna-se um espantalho nessas eleições.

A manipulação, com o auxílio das pesquisas eleitorais encomendadas pelas grandes empresas da imprensa golpista, leva o eleitor a crer que é preciso votar qualquer candidato que hipoteticamente vença bostanazi no segundo turno.

Para o eleitor comum, se o general diz que se sente tranquilo supondo que Haddad perderia fácil para o bostanazi, seria preciso uma outra pessoa para derrotar o fascista do PSL.

Ao mesmo tempo, boiolão sabota a própria chapa ao fazer declarações impopulares sobre as mulheres, os negros, o décimo terceiro salário e as férias remuneradas

O próprio bostanazi mandou o vice ficar quieto. Num encontro nesse domingo, 30, no Rio de Janeiro, bostanazi pediu para que o ele evitasse declarações polêmicas.

A figura de bostanazi é muito rejeitada. Há uma eminente resistência popular a ele que o incapacita a assumir o governo na situação atual, no sentido de aplicar o programa dos golpistas. Por esse motivo, há uma manipulação no sentido de transferir seus votos para um candidato que ao mesmo tempo é mais comprometido com a polA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



Excluir postagem [ ]
[]
[1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] [9] [10] [11] [12] [13]
| Catálogo | Nerve Center | Cancer
[ / / / / / / / / / / / / / ] [ dir / 2hu / agatha2 / animu / ck / fascist / gif / tob / vichan ]