[ / / / / / / / / / / / / / ] [ dir / 2hu / agatha2 / animu / ck / fascist / gif / tob / vichan ]

/27chan/ - 27chan

A união faz o meu pinto crescer

Catálogo

Winner of the 83rd Attention-Hungry Games
/strek/ - Remove Hasperat

May 2019 - 8chan Transparency Report
Nome
E-mail
Assunto
Comentário *
Arquivo
Senha (Randomized for file and post deletion; you may also set your own.)
* = obrigatório[▶ Opções e restrições de postagem]
Confused? See the FAQ.
Inserir
(substitui os arquivos e pode ser usado no lugar deles)
Opções

Tipos de arquivos permitidos: jpg, jpeg, gif, png, webm, mp4
O tamanho máximo da imagem é de 16 MB.
As dimensões máximas da imagem são de 15000 x 15000.
É possível fazer o upload de 5 arquivos por postagem.


repórtein u cansêr!!!11onzi

File: 0106ca9e370e952⋯.jpg (49,73 KB, 1024x585, 1024:585, nhi-1024x523-1024x585.jpg)

 No.2196[Responder]

Vai lá achar que os USA é "the land of freedom". Só coxinha pra acreditar nessa balela.

No “democrático” EUA, governo continua campanha de censura à imprensa russa

Da redação – A Secretaria de Segurança Interna do Governo dos Estados Unidos emitiu um comunicado nessa terça-feira (02) exigindo que a população norte-americana não leia ou assista a imprensa russa em inglês.

“Encorajo a todos, se vocês estão lendo alguma coisa […] e de repente passam para a RT ou a Sputnik, que estejam cientes. Quero dizer que esses são canais de notícias patrocinados pelo governo. Não são independentes”, disse a secretária da pasta, Kirstjen Nielsen.

Nos Estados Unidos, desde as eleições presidenciais de 2016 em que Donald Trump foi eleito (contra a vontade do imperialismo), há uma campanha feroz de acusações contra o governo russo, de todos os tipos, sobre alegada interferência no pleito, a fim de socavar o regime político norte-americano.

Uma das diversas acusações recai sobre a RT e a agência Sputnik, considerados pelo imperialismo, de maneira cínica, como instrumentos de propaganda controlados pelo presidente russo, Vladimir Putin.

Há mais de um ano esses veículos têm sido censurados por diferentes meios, desde a imposição de barreiras burocráticas para o trabalho de seus jornalistas até a censura crua e fria de suas contas em redes sociais.

Os Estados Unidos são considerados uma democracia vibrante há pelo menos um século, mas fatos como este demonstram que isso não passa de pura propaganda enganosa. E, dentre os meios pelos quais essa propaganda enganosa sempre foi disseminada pelo mundo, está a própria imprensa norte-americana.

 No.2197

Pra quem caiu aqui de paraquedas, os melhores sites de notícias internacionais que tem são esses:

Russia Today - https://www.rt.com/

Sputnik - https://br.sputniknews.com/

Pravda - http://port.pravda.ru/

Al Jazeera - https://www.aljazeera.com/

Telesur - https://www.telesurtv.net/

Diário Liberdade - https://gz.diarioliberdade.org/

Com certeza me esqueci de alguns outros, mas esses são os melhores.




File: 92c5143c62e5b7e⋯.jpg (63,35 KB, 1024x585, 1024:585, angela-merkel-1024x625-102….jpg)

 No.2198[Responder]

A República Democrática Alemã (RDA) com certeza era melhor do que muito país capitalista hoje em dia.

Merkel reconhece que a vida dos alemães piorou com a unificação capitalista

Da redação – Às vésperas do Dia da Unidade Alemã, Angela Merkel, chanceler federal alemã, pediu compreensão, quase se desculpando, para a grande quantidade dos alemães do leste que estão insatisfeitos com a unificação. A grande insatisfação dos alemães no leste do país, se dá por conta da decadência que ocorreu no vida dos alemães desta área por conta da mudança do regime político.

Até a crise final da União Soviética,em 1990, a Alemanha era divida em dois países: a República Democrática Alemã (RDA), a Alemanha Oriental, e a República Federal da Alemanha (RFA), a Alemanha Ocidental. A Alemanha Oriental era a parte do Leste onde havia um regime de esquerda, um Estado Operário burocratizado, aos moldes da própria URSS. Na época, existia diversos serviços públicos para o bem comum, que melhoravam a qualidade de vida da população.

Com a crise dos anos 80, os capitalistas se utilizaram da ofensiva neo-liberal e da crise política para derrubar o muro que separava as duas Alemanhas e assim iniciar o processo de reunificação capitalista, que piorou consideravelmente o bem estar da população, como afirmou a própria líder conservadora da Alemanha: “Muitas pessoas perderam seus empregos, tiveram que começar de novo. O sistema de saúde, o sistema de aposentadorias – tudo mudou”.

 No.2199

YouTube embed. Click thumbnail to play.

Esse hino é do caralho.




File: e79641700a14d2e⋯.jpg (95,45 KB, 1024x585, 1024:585, ex-mulher-bolsonaro-1024x6….jpg)

 No.2191[Responder]

Quando o bozonazi é útil para a burguesia, dizem que ele é "ilibado" e "honesto".

Quando ele atrapalha os interesses deles, dizem que ele é um "monstro" e uma parte da esquerda repete que nem papagaio.

Manobra eleitoral: contra bostanazi, imprensa tira da cartola um “escândalo” de 2011

Na reta final das eleições, mais uma notícia escandalosa assombra a campanha de bostanazi. Nesta terça-feira (25), a Folha de S. Paulo revelou que Ana Cristina Valle, ex-mulher de Jair bostanazi (PSL), teria ido morar na Noruega em função de ter sofrido ameaças de morte. De acordo com a imprensa, o caso foi relatado em 2011 através de um telegrama reservado e subsequentemente arquivado no Itamaraty – ao qual somente a Folha teve acesso.

Já na quarta-feira (26), o mesmo jornal publicara que Ana Cristina Valle havia utilizado as redes sociais para negar o fato. A ex-mulher de bostanazi afirmou não ter sofrido qualquer tipo de ameaça, respondeu à imprensa, e defendeu a candidatura do troglodita.

O jornal divulgou o depoimento de cinco pessoas, todas próximas de Ana Cristina. Dentre elas somente uma decidiu se identificar; enquanto as outras quatro disseram que só falariam sob anonimato. Os depoimentos de Ana Cristina e das pessoas que falaram sobre o caso são contrastantes. Por parte das pessoas que deram entrevista, ouviu-se:

“Ela tentou asilo político aqui, o que foi negado pelo departamento de imigração local. Dizia que estava sendo ameaçada pelo ex-marido, o Jair bostanazi, que ele havia tirado a guarda do filho dela”.

“Todo mundo aqui em Oslo sabe que o discurso dela era: estou aqui por medo do meu ex-marido e, se você quiser, a gente pode fazer uma lista de pessoas daqui que sabem dessa história”.

Todavia, em um vídeo publicado para rebater a reportagem da Folha, Ana Cristina diz: “Venho aqui muito indignada desmentir a suja Folha de S. Paulo, que publica que o Jair me ameaçou de morte. Nunca.”

O que nos estranA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

1 postagem e 1 resposta com imagem omitidas. Clique em Responder para visualizar.

 No.2193

YouTube embed. Click thumbnail to play.

>>2192

Se quer saber o que é a direita, especialmente os "pobres" de direita, veja esse vídeo.




File: b72b6b962588796⋯.jpg (89,21 KB, 1024x585, 1024:585, 7D4D2B53E86CB2A031966B4124….jpg)

 No.2190[Responder]

E a privataria e o entreguismo comem solto...

E como seria diferente? Esse foi justamente um dos motivos pelos quais tiraram a Dilma. Não foi por causa das "pedaladas fiscais" não, coxinhada.

Temer entrega parte da Eletrobrás por menos da metade do valor

Para ser constituída, a empresa brasileira Eletrobras contou com o investimento maciço do dinheiro público pertencente ao povo brasileiro, com vistas de obter energia e se desenvolver econômica e tecnologicamente, mas agora os golpistas querem entregar todo este patrimônio público ao capital estrangeiro por menos da metade do valor.

Nesta quinta-feira, dia 27, 18 lotes do sistema elétrico da Eletrobras, localizado por todo o país, foram postos em leilão na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), e as ofertas renderam apenas 42% do valor anteriormente “avaliado” pelo governo entreguista. Sete lotes não foram vendidos por ausência de compradores, em função de questões burocráticas e trabalhistas.

Para se ter ideia, conde drácula, com a anuência dos militares, está pretendendo vender por R$ 118 milhões um dos três lotes da Eletrosul, o Hermenegildo, de geração eólica, que custou mais de R$ 500 milhões dos cofres públicos para ser criado.

Fabiola Latino, secretária de Energia da Confederação dos Urbanitários e diretora-executiva da entidade no Distrito Federal, alerta que os leilões representam uma verdadeira “entrega do patrimônio público” e pondera que “Ainda bem que não teve comprador. Mas não sabemos ainda se os lotes não foram vendidos porque os compradores não tiveram tempo de organizar a documentação (o leilão foi marcado com prazo de apenas um mês entre o anúncio e sua efetivação), ou eles estão preocupados com as ações que os trabalhadores entraram junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) e que ainda aguardam posicionamento dos ministros”.

Fabiola informa também que “Eles pegam empreendimentos rentáveis e entregam ao setor privado. A grande maioria dos lotes colocados à venda é de empreendimentos já praticamente pagos, e se forem vendidos quem comprar vai ter somente lucros que deveriam ser A postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: b99c09c2d59199d⋯.jpg (24,58 KB, 1024x585, 1024:585, atos-internacionais-mulher….jpg)

 No.2189[Responder]

A esquerda pequeno-burguesa desorientada e a reboque da direita: a menina dos olhos da mídia e da burguesia.

A “união nacional” com a direita é justamente o que o golpe quer

Estamos na reta final das eleições, momento oportuno para a burguesia concretizar o golpe e fechar o pacote com aparências democráticas. Estamos diante de um cenário que para muitos pode parecer promissor, um candidato de esquerda no segundo turno, e um de direita que, apesar de liderar no primeiro turno, no segundo tem que enfrentar uma forte rejeição. Também pode ser curioso, para aqueles que vêm tentando acompanhar ao panorama da política nacional, a calmaria entre os setores burgueses que deram o golpe. Porém não devemos nos ludibriar com o atual cenário, há muitas manobras sendo dissimuladas. Não seria nesse momento crucial para concretizar o golpe que a direita se retrairia.

O panorama se pinta com bostanazi liderando, Haddad em segundo, Ciro Gomes em terceiro, picolé de chuchu, o candidato escolhido pelo capital internacional, logo atrás, e em quinto, sexto, sétimo e oitavo temos respectivamente Marina Silva, João Amoedo, Alvaro Dias e Henrique Meirelles. bostanazi, que depois da retirada de Lula das eleições virou o candidato com mais intenções de voto, nas duas últimas semanas vem sofrido fortes ataques midiáticos e da sua própria retaguarda, com tentativas de golpes e divergências no discurso de seu candidato a vice e seu patrono político, General boiolão e Paulo Guedes. Esses ataques, sobretudo vindo da mídia, tem por objetivo específico de abater o novo líder nas pesquisas. Não devemos ficar surpresos se após o ato do dia 29 ele aparecer com uma porcentagem muito menor. Esses votos tendem a ir para o candidato que também tem em seu discurso ser contra o petismo, Geraldo picolé de chuchu, que juntando os votos dos demais candidatos da direita, poderia facilmente ir por segundo turno contra o fascistoide.

O maior esforço da direita nesse momento e apresentar o candidato do PSDB como o candidato contra os “extremismos” e candidato do voto útil, basta ler os editorais e as principais colunas do G1, Folha de São Paulo e Estadão. Não é atoa que o ato está sendo inflado pelos setores golA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: 7a893c8d19cfa6a⋯.jpg (74,32 KB, 1024x585, 1024:585, Jair-Bolsonaro-e-Alckmin-1….jpg)

 No.2186[Responder]

Sem querer estragar a surpresa de ninguém, mas...

Esperem ver isso na TV e na net nos próximos dias:

Preparando a fraude: imprensa golpista já coloca picolé de chuchu em 3º em pesquisa

As engrenagens da fraude eleitoral por parte dos golpistas estão a todo vapor. Pesquisa do instituto Brasilis divulgada nessa quarta (27) pela agência de notícias InfoMoney, vinculada ao Banco Itaú, apontam que o candidato dos “donos do golpe”, Geraldo picolé de chuchu, já se encontra em 3º lugar, com 10% nas intenções de voto. O candidato do PT, Fernando Haddad, está em 2º, com 22% e bostanazi em 1º, com 27%.

Aparentemente, os dois primeiros colocados estariam em uma situação confortável a apenas 10 dias do primeiro turno, mas é justamente aí que está embutida a grande manipulação eleitoral a ser sacramentada nos próximos dias.

Os donos do golpe atacam em duas frentes. Contra Haddad, o STF acaba de cancelar 3,3 milhões de títulos de potenciais eleitores do então candidato Lula. Além disso, acentuou-se os ataques de Ciro Gomes contra Haddad, um tradicional candidato da burguesia sempre pronto a prestar serviço contra o PT, na perspectiva de dividir o eleitorado de Lula. Tem ainda que se considerar a possibilidade de uma denúncia bomba contra o PT e seu candidato.

Em outra frente, os golpistas manobram com a profunda rejeição popular a bostanazi. Para impulsionar a queda do candidato espantalho e possibilitar uma transferência de votos para o o verdadeiro candidato do golpe, a Rede Globo impulsiona o ato do próximo dia 28, “Mulheres unidas contra bostanazi”, colocando em ação seus artistas globais e todo uma plêiade de golpistas na campanha para reforçar a demonização do candidato cão raivoso. Há ainda as declarações absolutamente impopulares do vice de bostanazi, o general boiolão, um “fogo amigo” sempre disposto a acentuar o caráter direitista de um eventual governo do capitão.

Os próximos dias serão de definição. A burguesia, desde antes das eleições, já preconizava o que seria uma disputa ideal, uma disputa no centro, entre picolA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: bd812fc18212a7f⋯.jpg (41,66 KB, 1024x585, 1024:585, alckmin-2-1024x683-1024x58….jpg)

 No.2185[Responder]

Picolé de chuchu se supera em pilantragem a cada dia...

#EuSim: picolé de chuchu “adere” a si mesmo, em campanha contra bostanazi

Recentemente a imprensa anunciou que picolé de chuchu tinha “aderido” à campanha do #EleNão. Uma coisa realmente muito inusitada, pois a campanha foi criada pelo próprio PSDB, e inflada pela imprensa burguesa que é aliada ao mesmo setor político que controla o PSDB. Supostamente, picolé de chuchu teria se juntado à campanha de forma “espontânea”, junto com o “movimento democrático das mulheres”. De forma que picolé de chuchu seria um grande democrata ao estar defendendo este “grande movimento popular das mulheres contra o fascismo”, que é justamente a campanha que a imprensa está procurando orquestrar para colocar picolé de chuchu no segundo turno.

O objetivo desta mobilização obviamente que é de transferir os votos contra o PT, isto é, os votos da direita, de bostanazi para picolé de chuchu. Mesmo que não aparece sob a forma de um movimento liderado pelo PSDB, o #EleNão já foi usado pela imprensa burguesa de diversas formas, através de seus artistas, seus porta-vozes (como a ultra-direitista Rachel Sheherazade) e seus políticos, como os dois da chapa presidencial do imperialismo, Geraldo picolé de chuchu e Ana Amélia, que não enganam ninguém em sua demagogia em defesa das mulheres.

Para levar picolé de chuchu para o segundo turno, estão fazendo uma série de manobras, como a divulgação de pesquisas fraudulentas, que aos poucos vêm apresentando um crescimento de picolé de chuchu, que já aparece em terceiro lugar, atrás dos “dois extremos” contra quem a burguesia faz uma intensa campanha, o PT e bostanazi, apresentando picolé de chuchu como o indivíduo racional e democrático que poderia vencer estes dois elementos “golpistas” contra a democracia.

O uso do ato do dia 29 contra bostanazi, o possível resultado do inquérito da facada de bostanazi e os indícios (muito provavelmente, falsos) de que 41% das mulheres não sabem em quem votar são as cartas que a burguesia está usando para justificar uma inflação da votação picolé de chuchu, nas pesquisas e nas eleições. Não se encontra eA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: 3b65fafd62acff5⋯.jpg (84,6 KB, 1024x585, 1024:585, netanyahu-1-1024x575-1024x….jpg)

 No.2183[Responder]

Esse Netanyahu é uma piada, igual ao Dallagnol. HUE.

Primeiro-ministro de Israel acusa Irã de ter depósito nuclear usando power point de Dallagnol

Da redação – O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, como bom capacho do imperialismo norte-americano, se alinhou aos ataques dos patrões na Assembleia Geral da Organização das nações Unidas (ONU), atacando o Irã com a denuncia de que os mesmos teriam um “depósito atômico” secreto, em Teerã, com 300 toneladas de “material nuclear”.

Netanyahu levou um documento com fotos, revelando “uma nova informação”, que na verdade, não diz nada, tudo ao estilo dos agentes serviçais da CIA, como vimos no caso de Lula, onde o procurador da República brasileira, Deltan Dallagnol apresentou como “provas” um power point vergonhoso.

“O que estou prestes a dizer não foi compartilhado publicamente antes.[…] Estou divulgando pela primeira vez que o Irã tem outra instalação secreta em Teerã” , apresentando uma foto do “complexo de aparência inocente”.

Aproveitou ainda para criticar a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), que, após relatórios de Israel sobre o “arquivo secreto” não teria tomado nenhuma ação. Por que, finalmente, apenas os governos assassinos podem ter bombas nucleares. Já a classe operária deve se ajoelhar e aceitar todo o genocídio de seus povos, calados.

As acusações do serviçal, reafirmam mais uma vez o imenso cinismo desses países, pois, como se sabe, são esses que detém um grande poderio nuclear enquanto acusam os países explorados com a finalidade de invadi-los, organizando golpes e infiltrando agentes para criar a situação.

Como este diário alertou (https://www.causaoperaria.org.br/eua-e-israel-conspiracao-imperialista-contra-o-ira/), a saída dos EUA do acordo nuclear (entre o Irã e o Grupo 5+1), estava levando a cabo uma política de criar pressão sobre o Irã através do estado genocida de IA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

 No.2184

File: 5c0f7077566342a⋯.jpg (97,45 KB, 1024x585, 1024:585, netanyahu at UN.jpg)

Um patrocínio do Kohlchan.net/int/




File: 35c5134a5f93621⋯.jpg (69,03 KB, 1024x585, 1024:585, aa-2-1024x683-1024x585.jpg)

 No.2182[Responder]

O antibolsonarismo aqui é mais humorístico que político. picolé de chuchu e bostanazi, no final das contas, são igualmente desprezíveis.

“Antibolsonarismo” não é antigolpismo, é campanha para os tucanos

Assim como em junho de 2013, proliferam nas redes sociais as adesões à campanha antibolsonarista do #EleNão / #EleNunca. Mas, afinal, em quem votariam os eleitores do nazinga Jair bostanazi (PSL) e seu vice, o general golpista Hamilton boiolão (PRTB), senão neles? Certamente, não em algum candidato que se apresenta como esquerda. Não em Fernando Haddad (PT), nem em Guilherme Boulos (Psol), nem em Vera (PSTU). A campanha, portanto, se destina a converter os votos bolsonaristas em votos de outros candidatos da direita. A depender das diretrizes do imperialismo, os votos bolsonaristas do primeiro turno devem ser transferidos para Geraldo picolé de chuchu (PSDB), a partir da campanha do #EleNão.

Há outros fortes indícios de que se trata de uma campanha de direita. O grupo no Facebook que originou o movimento, Mulheres Unidas contra bostanazi, foi fortemente alavancado pela imprensa golpista, tendo atingido 2 milhões de membros há dez dias. Aderiram à campanha alguns dos porta-vozes da direita, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a apresentadora direitista Raquel Sheherazade e até mesmo o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton. A pauta foi devidamente amplificada pela imprensa internacional, tendo sido capa da principal revista neoliberal do mundo, a inglesa The Economist. A campanha antibolsonarista vem vestida com o manto do “antiextremismo”, em que se pede o voto em candidatos “de centro”. Nessa visão distorcida do cenário político, o PT de Haddad estaria na extrema esquerda, do mesmo modo que bostanazi estaria na extrema direita.

Para acrescentar um elemento de confusão a mais, os fascistas do Movimento Brasil Livre (MBL) passaram a adotar na quarta (19) a hashtag #EleNão em referência a Luiz Inácio Lula da Silva, e não a bostanazi.

Na linha auxiliar a esse movimento, a revista Época se juntou ao blog Cafezinho e à Carta Capital na campanha pela candidatura de Ciro Gomes (PDT) – destinaA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

Última edição em


File: fbcdcfe8de8c732⋯.jpg (108,25 KB, 1198x720, 599:360, alckmin-bolso-1.jpg)

 No.2179[Responder]

Nesses tempos de eleição tem-se que tomar muito cuidado com as ratoeiras colocadas pela equipe de marqueteiros contratados e muito bem pagos pelo PSDB.

#picolé de chuchuSim: Manifesto contra bostanazi faz parte da fraude eleitoral

No último domingo (23) foi lançado um manifesto intitulado Pela Democracia, pelo Brasil – ou DemocraciaSim, assinado por “artistas, advogados, ativistas e empresários”, contra a candidatura à Presidência da República de Jair bostanazi (PSL) e Hamilton boiolão (PRTB). O movimento surgiu na esteira daquele iniciado pelas Mulheres unidas contra bostanazi no Facebook, com 2 milhões de participantes e as hashtag #EleNão / #EleNunca, e alavancado pela imprensa golpista brasileira e internacional. Principal órgão de divulgação do pensamento neoliberal, a revista inglesa The Economist chegou a lançar uma edição em que estampava em sua capa uma foto de bostanazi com a manchete: bostanazi presidente: a última ameaça da América Latina. Personalidades como a apresentadora direitista Raquel Sheherazade, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton também se manifestaram contra a candidatura dos militares.

A defesa é da “democracia”, como se esta fosse um valor abstrato, como se não fosse fruto de uma contínua luta dos trabalhadores direitos mínimos frente ao poder do imperialismo e das burguesias nacionais. Tais valores, cultivados tanto pela classe dominante quanto por amplos campos da própria esquerda, nada mais fazem que escamotear a luta diária de vida ou morte entre as classes sociais pelo poder. Numa fantasia idealista, acreditam que as eleições burguesas seriam o ideal de participação popular. O voto na urna, forjado por campanhas publicitárias milionárias e por currais eleitorais que concedem favores paroquiais, se sobreporia como valor à organização da classe trabalhadora e à elevação de sua consciência.

Cinicamente, apoiadores do golpe de Estado que financiaram e promoveram o impeachment ilegal de Dilma Rousseff em 2016 e a prisão de Lula em 2018 se dizem a favor da suposta “democracia”. Não é diferente no caso do movimento DemocraciaSim.

A postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

 No.2180

(cont.)

Evidentemente, não se pode atribuir a esse movimento senão um propósito golpista. No caso específico, pela intensidade e pelo momento eleitoral em que ocorreu, parece claro que o objetivo é alavancar as candidaturas dos verdadeiros direitistas, das candidaturas de confiança do imperialismo, como a de Geraldo picolé de chuchu (PSDB), Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) – ainda por serem devidamente apoiados pelos minoritários Álvaro Dias (Podemos), João Amoedo (Novo/Itaú) ou mesmo Henrique Meirelles (MDB). O movimento é claramente DireitaSim e, mais ainda, picolé de chuchuSim.

O eleitorado de bostanazi é composto pelos grupos mais acentuadamente antipetistas, a um nível quase macartista. Embora elementos jamais votarão em Fernando Haddad (PT) e sua vice Manuela D’Ávila (PCdoB). O que se objetiva é capturar os votos de indecisos e nulos por um lado (18%), e os votos de bolsonaristas (28%), pelo “voto útil” contra o Partido dos Trabalhadores, e não contra o fascismo. O discurso “pela Democracia” é na verdade contra a polarização entre Haddad e bostanazi no segundo turno, servindo ainda à alavancagem da candidatura de Ciro Gomes, que ganharia mais potencial para dividir os votos do PT.

Os golpistas tiraram uma presidenta legitimamente eleita do poder; prenderam Luiz Inácio Lula da Silva; lançaram o mais feroz ataque à classe trabalhadora em décadas, com extinção de direitos trabalhistas; entregam irrestritamente o patrimônio nacional ao estrangeiro; destroem os programas sociais, a saúde e a educação públicas; desmontam a máquina estatal. Mas isso é apenas o início do plano de terra arrasada do imperialismo para toda América Latina. Eles só conseguirão aprofundar esses ataques por meio de uma eleição fraudulenta que legitime o governo golpista.

Os golpistas têm controle dos Três Poderes da República – com direito a generais tutelando as autoridades –, dominam a imprensa, as rádios e a televisão. A burguesia domina plenamente o jogo eleitoral, e qualquer movimento com sua franca participação é movido pela luta de classes, e não por valores abstratos como “a Democracia”. Qualquer movimento comandado pela burguesia serve exclusivamente a esses propósitos – assim coA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.




File: d17c0fd26e7838e⋯.jpg (54,96 KB, 1024x585, 1024:585, ciro_gomes_roda_viva-1024x….jpg)

 No.2154[Responder]

O Ciro "Dá bilhão?" Gomes às vezes deixa escapar a sua verdadeira face.

Ciro mostra bico de tucano e acusa Lula de ser corrupto

O vale tudo na reta final das eleições mais fraudulentas de todos os tempos vem se intensificando dramaticamente. A direita e seus representantes, totalmente desmoralizados e com altas taxas de rejeição da população, protagonizam cenas do mais completo desespero, buscando algum bote salva-vidas que lhes garanta um oxigênio adicional diante do iminente naufrágio de suas candidaturas.

Uma das retóricas mais agressivas no espetáculo circense eleitoral vem sendo verbalizada pelo candidato do PDT, o camaleão Ciro Gomes, que, sabe-se lá porque – ou por razões que só ele mesmo poderia explicar – se apresenta ao pleito como candidato de “centro-esquerda”. Se houvesse um mínimo de seriedade e rigor nesta verdadeira torre de babel em que as eleições foram transformadas pelas instituições golpistas, Ciro Gomes deveria ser processado por estelionato político-ideológico, pois seu programa e seu plano de governo estão há anos luz de distância de um governo que se pretenda de centro-esquerda. A candidatura de Ciro Gomes é, neste sentido, mais uma farsa grotesca, somando-se ao conjunto das outras que buscam se legitimar diante das ilegalidades, abusos e arbitrariedades impostas pelo judiciário golpista aos partidos e candidatos.

Com a aproximação do momento mais crucial e decisivo do pleito, Ciro Gomes vem intensificando seus ataques contra o candidato que julga ser o seu principal concorrente, o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad, candidato substituto do ex-presidente Lula. Haddad, por ter sido homologado como o substituto do ex-presidente vem colhendo os benefícios da transferência de parte dos votos de Lula, o que levou a que – em algumas pesquisas – apareça na frente do candidato “falastrão de centro-esquerda”, assumindo a segunda posição.

Isso parece ter despertado a ira do “nordestino cabra macho” do PDT, que decidiu partir para o tudo ou nada e passou a atacar também o governo do ex-presidente Lula, com acusações ao melhor estilo dos tucanos e da famigerada e persecutória ‘Lava JatA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

1 postagem e 1 resposta com imagem omitidas. Clique em Responder para visualizar.

 No.2178

File: dd63c1be37af797⋯.jpg (82,77 KB, 1024x585, 1024:585, ciro-katia-abreu-1-1024x64….jpg)

Aqui o ditado "Diga-me com quem andas e te direi quem és" nunca fez tanto sentido.

Ciro Gomes escolhe a latifundiária Kátia Abreu como vice e culpa o PT

Da redação – Ciro Gomes (PDT) insiste em se vender como candidato de esquerda, e, nesta segunda-feira, dia 24, em eventos ocorridos na cidade do Rio de Janeiro, ele tornou a fazer discursos contra o PT e seus candidatos, além de afirmar que a falta de autocrítica e de união da esquerda pode levar a “pior direita” a vencer as eleições deste ano, o que acabará “arrebentando” com a nação brasileira.

Embora se considere um progressista, o presidenciável acha que seus principais concorrentes, o petista Fernando Haddad (PT) e o fascista Jair bostanazi (PSL), estão polarizando o país, o que, a seu ver, seria ruim do ponto de vista tanto político como econômico, mas ele não diz que essas duas candidaturas estão contribuindo para acirrar a luta de classes na sociedade e este conflito, na realidade, é justamente a grande arma que pode ser utilizada pela classe trabalhadora para alcançar seus objetivos como classe social de luta contra a burguesia. As eleições não resolvem os problemas de forma definitiva e servem, geralmente, para garantir cargos a políticos carreiristas, como Ciro Gomes.

Neste contexto, é possível notar que o pedetista repete o discurso manipulador da direita e da imprensa golpista, no sentido de que o PT é uma instituição corrupta, guiada “por um micro projeto de poder”, e que apenas teria se beneficiado da onda econômica mundial, antes da crise de 2010, para se promover. Usando da mesma tática dos candidatos neoliberais, ele também defende que o PT e PSDB são partidos parecidos e que é necessário que o povo escolha “novos” rumos para o país, votando nele, obviamente.

Apesar de toda esta conversa, Ciro tem como vice a senadora Kátia Abreu, uma das maiores representantes dos grandes latifundiários e da burguesia retrógrada do país, afastando qualquer dúvida de que ele seria um progressista, como diz por aí.

E o pior, diante das críticas sobre Kátia Abreu, o abutre disse que tal escolhA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.




File: 6e56f88b2ac3e4c⋯.jpg (199,34 KB, 1024x585, 1024:585, argentina-2-1024x683-1024x….jpg)

 No.2177[Responder]

It's happening!

Espero que tenha uma aqui no brbr também, pois está mais que precisando.

Greve geral na Argentina: trabalhadores param o país contra Macri

O segundo país mais importante da América do Sul, literalmente parou nesta terça-feira, dia 25 de setembro. A Argentina amanheceu com uma vigorosa greve geral onde a quase totalidade de seus serviços, bancos, repartições públicas, comércios, postos de gasolina, escolas, universidades, trens, metrôs, portos e aeroportos não funcionaram. É a quarta greve geral contra a política econômica do governo burguês-neoliberal e entreguista do presidente Mauricio Macri, convocada pela principal central sindical do país, a CGT.

A greve geral desta terça-feira e todos os grandes protestos anteriores levados adiante pelos trabalhadores é o resultado da reação dos explorados portenhos ao profundo ataque do grande capital e do imperialismo às condições de vida das massas, que praticamente recolonizou a Argentina depois do golpe “democrático-eleitoral” que derrotou o governo da ex-presidente Cristina Kirchner, neste momento acusada e perseguida pelos tribunais golpistas do país vizinho.

O receituário neoliberal imposto ao pais pela banca internacional esfacelou a economia do país, impondo um enorme retrocesso na produção, com aumento da inflação e disparada do dólar. As medidas de destruição da economia argentina afetaram não só a produção do país, mas atingiram em cheio quase todos os segmentos sociais da nação, particularmente os setores mais vulneráveis, as massas exploradas e pauperizadas do país vizinho.

Vale recordar que no início do século, entre os anos 2000 e 2001, a Argentina foi sacudida por violentos protestos contra as mesmas medidas que neste momento estão sendo implementadas pelo governo Macri. Naquela ocasião – também a soldo do Fundo Monetário Internacional (FMI) – o governo de Fernando de la Rúa impôs um conjunto de medidas que atacavam frontalmente os trabalhadores. A reação das massas foi imediata e enérgica e os gigantescos protestos acabaram precipitando a queda do presidente, que renunciou em dezembroA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.



File: 500fc3c9f8b2e20⋯.jpg (56,31 KB, 1024x585, 1024:585, mourão-1024x683-1024x585.jpg)

 No.2155[Responder]

boiolão, o espantalho 2.0?

No começo desta semana foi publicada uma pesquisa eleitoral da CNT/MDA, na qual o candidato fascista Jair bostanazi (PSL) apareceu em primeiro lugar, com 28,2% das intenções de voto. Em segundo, Fernando Haddad (PT) chegou a 17,6% e o candidato abutre Ciro Gomes (PDT) ficou com 10,8%, na terceira posição.

A imprensa golpista, ao contrário do que em outras ocasiões, parece estar muito tranquila, mesmo com um candidato do PT chegando agora na vice-liderança da pesquisa. Os comentaristas da imprensa burguesa sinalizam a importância do chamado “voto útil”, ainda mais em um cenário que pode ser de polarização entre a esquerda, representada por Haddad, e a extrema-direita, representada por bostanazi.

Neste caso, ainda que as pesquisas sejam em certa medida manipuladas e não representem a realidade, teríamos um segundo turno entre o PT, cuja direita histérica e a burguesia não querem de jeito nenhum, e o fascista bostanazi – ou pior, o general boiolão –, cuja maioria da população despreza completamente.

Como foi discutido em artigo recente deste diário (>>2146), o que teríamos seriam dois espantalhos: um da esquerda, em que parte da esquerda votará mas não tem apoio das ordas de direita e da burguesia, e outro da extrema-direita, em que tanto a população como as organizações de esquerda não votariam de forma alguma, especialmente no segundo turno.

Percebe-se, pela análise da imprensa burguesa, que bostanazi/boiolão não é o candidato da burguesia e do imperialismo – embora estes dois personagens façam de tudo para tentar ganhar a confiança dos burgueses e imperialistas, incluindo a venda do País. Um exemplo disso são as declarações de boiolão, que não esconde (pelo contrário, propagada por todos os cantos) seu ponto de vista reacionário, o que não seria de agrado da burguesia, cuja imprensa trata de demonstrar o caráter tresloucado de suas palavras.

boiolão, muito pior do que bostanazi – um troglodita completamente solto, atirando com balas de canhão contra todos os consensos impostos pela burguesia, atacando brutalmenA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

2 postagens e 2 respostas com imagem omitidas. Clique em Responder para visualizar.

 No.2175

File: aa5799a00b86042⋯.jpg (65,9 KB, 1024x585, 1024:585, Mourão-1024x683-1024x585.jpg)

Até os outros milicos tiveram que reconhecer que ele estava falando merda demais em plena campanha eleitoral.

Exército contra bostanazi: mandaram boiolão ficar quieto

O alto escalão militar pede para o candidato a vice-presidente na chapa de Jair bostanazi (PSL) se controlar. Na segunda-feira (17), o telefone do general da reserva Antônio Hamilton boiolão (PRTB) tocou de forma iterada. Após sucessivas entrevistas expondo seu caráter fascista, o general foi obrigado a pisar no freio. Seus colegas de farda deram o alerta que o mesmo estava falando além da conta.

Não demorou muito, depois de dizer a um público de empresários que famílias lideradas por mães e avós são “fábricas de desajustados” e, chamar os parceiros comerciais do Brasil no Hemisfério Sul de “mulambada”, os amigos de farda do fanfarrão o chamaram a atenção. Além da sequência verborrágica – típica dos filisteus fardados, outro fator foi levado em conta; as declarações acerca da lisura do resultado das eleições. boiolão e bostanazi, já semeiam um possível golpe, caso não triunfem nas eleições. Os dois já se posicionam a favor da criação de uma nova Constituição – a qual não teria a participação do povo, e postulam sobre um Supremo Tribunal Federal (STF) com 21 ministros.

Vale lembrar que na véspera do julgamento de um pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula no STF, o general Villas Bôas colocou em sua conta do Twitter que as Forças Armadas estavam “atentas” ao cumprimento de “missões institucionais”. Atualmente dois oficiais de alta patente já fortificam o aparelho do Estado: o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência já tem um Ministro-Chefe, assim como o presidente do STF tem seu assessor. Inclusive, Azevedo e Silva, assessor especial de Toffoli, é integrante de um grupo que dá suporte à chapa bostanazi e boiolão. Ademais, o grupo frequentado pelo assessor especial de Toffoli é capitaneado pelo general reformado Augusto Heleno, um dos militares mais próximos a bostanazi, além de corroborar com as asneiras proferidas por boiolão. Fica claro, desde então, que os militares funcionam como uma escolta armada às ações do golpismo encabeçado por conde drácula (MDB) e, seguirão dando coberturA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

Última edição em



File: 287820a353997aa⋯.jpg (57,76 KB, 1024x585, 1024:585, moro-ebc-1024x758-1024x585.jpg)

 No.2165[Responder]

Juizeco de 2ª instância da cidade da puta que pariu admite o que todo mundo já sabe (menos os coxinhas reaças que só assistem a Globosta):

Moro confessa: “não há prova” contra Lula

Da Redação – O juiz da 13º Vara da Justiça Federal de Curitiba, Sérgio Moro, também conhecido popularmente como “Mussolini de Maringá”, reafirmou novamente em despacho emitido nesta terça-feira (19), que mantém o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva encarcerado na Superintendência da Polícia Federal, desde 7 de abril, na capital paranaense, por conta do processo pelo “Triplex do Guarujá”, mesmo sem provas.

No despacho, Moro diz não haver provas, embora insista na tese de que a suposta vantagem indevida teria sido resultado de corrupção. Moro diz: “Não há prova de que os recursos obtidos pela OAS com o contrato com a Petrobrás foram especificamente utilizados para pagamento ao Presidente. Mas isso não altera o fato provado naqueles autos de que a vantagem indevida foi resultado de acerto de corrupção em contratos da Petrobrás”.

Na verdade, não há provas que sustentem nenhuma condenação e processo contra Lula. Os golpistas sabem disso. A função de Moro é justamente esta: treinado pelo imperialismo, como mostrado em documentos vazados pela Wikileaks, o juiz foi colocado como um dos principais agentes do golpismo com a grande missão de prender Lula, custe o que custar.

A manifestação do juiz paranaense vem para reforçar o caráter político da prisão de Lula, preso há 166 dias em Curitiba. Não há lei e nem instituição capaz de reverter o processo de perseguição implacável promovido pela Justiça contra os direitos de Lula e de milhões de brasileiros que gostariam de votar no ex-presidente. Apenas uma mobilização das massas, com trabalhadores, estudantes e movimentos operários e sociais pode derrotar o golpe, que instituiu um regime inconstitucional e prendeu Lula para que este não concorra nas eleições e para entregar todos os recursos do País ao imperialismo, reprimindo todas as classes populares e organizações de esquerda.



File: 78d28619397ac58⋯.jpg (40,67 KB, 528x630, 88:105, boçalnaro-2-528x630.jpg)

 No.2171[Responder]

Esses boletins da Crítica da Economia são muito bons.

Tive que dividir em várias partes porque o boletim é extenso.

Situação Política Brasileira

por Jorge Arnaldo e José Martins, da redação.

Afinal, o que pensam os capitalistas e demais classes proprietárias da atual situação política do maior país ao sul do equador e o que planejam para o seu futuro? Nesta última semana, eles abriram um pouco mais o jogo e deram algumas pistas a respeito. Analisando-as mais de perto, todos os sensatos cidadãos brasileiros poderão agora votar com mais fundamentos nas próximas eleições de outubro

Do exterior, uma didática matéria de capa da revista inglesa The Economist. Do interior, direto da Avenida Paulista, uma bombástica entrevista do ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (FHC), principal ideólogo da protoburguesia nacional. Além de outras figurinhas carimbadas do mercado.

Houve inúmeras manifestações sobre o futuro da democracia no Brasil, mas sem grandes diferenças. Primeira constatação: essas avaliações políticas dos capitalistas de fora e de dentro coincidem milimetricamente. Na forma e no conteúdo. Uma verdadeira internacional do capital sem fronteiras. Se o Estado sempre é nacional, o capital é crescentemente internacional.

A The Economist trata Jair Messias Boçalnaro – forte candidato da rica classe média branca e da lumpen-burguesia a presidente da República nas próximas eleições gerais de Outubro – como a mais recente ameaça para a América Latina.

Considera que um eventual governo Boçalnaro seria “desastroso” para o Brasil e toda a região. Acabou a semana sendo chamada pelos fervorosos adeptos da velha ditadura militar de “The Comunist”.

Para a “The Comunist”, alias, The Economist, o pano de fundo dos perigosos descaminhos da política no Brasil é a desastrosa situação econômica e social do país. As condições materiais na frente do processo. É um método correto de se analisar a polítA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.

1 postagem omitidas. Clique em Responder para visualizar.

 No.2173

(cont.)

A primeira derrota é material. Determinante. A política econômica do imperialismo (tanto de Dilma Rousseff, quanto de conde drácula) não conseguiu retirar a economia brasileira da estagnação. Nem vai conseguir. A situação só tende a agravar na medida em que a política fiscal de ajuste revela seus efeitos nefastos reais. Qualquer novo governo saído destas eleições será varrido pelo processo.

A economia subordina a política. Com essa flagrante impotência da sua política econômica todos esses ideólogos das mais diferentes instituições, aparelhos de inteligência, grande mídia, etc., estão mais assustados do que nunca. A sua receita de reformas fiscais e ajustes é um fracasso. Não funciona. Nem vai funcionar.

A Argentina está mostrando. A aplicação das mesmas “reformas” salvadoras da pátria por um presidente tão confiável e “sensato” quanto Maurício Macri, totalmente apoiado por Washington (politicamente), pelo FMI (economicamente) e pelos militares internamente, não foi capaz de evitar uma repentina depressão econômica na terceira maior economia da América Latina.

Uma depressão econômica é coisa muito mais grave que uma estagnação. Esse é quadro que se espera também para a primeira economia da América Latina. Como antigamente (lembram do “Efeito Orloff”?) a Argentina está novamente dizendo para o Brasil: eu sou você amanhã!

O povo argentino não sai mais das ruas para exigir ao mesmo tempo o fim deste criminoso ajuste do FMI e também a renúncia do incompetente Macri para resolver os problemas nacionais. Nesta semana haverá uma grande greve nacional. Estaremos acompanhando.

O tempo encurta para as classes dominantes brasileiras. Por enquanto, as atenções são desviadas para as ilusões de claríssima uma farsa eleitoral que, logo que se apagarem, serão substituídas por embates materiais mais decisivos. Macri é o futuro de todos os candidatos em condições de ganhar as eleições brasileiras.

Surge então a segunda derrota para a governabilidade neoliberal na América Latina. Uma grave derrota política. A perda do discA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.




Excluir postagem [ ]
[]
[1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] [9] [10] [11] [12] [13]
| Catálogo | Nerve Center | Cancer
[ / / / / / / / / / / / / / ] [ dir / 2hu / agatha2 / animu / ck / fascist / gif / tob / vichan ]