[ / / / / / / / / / / / / / ] [ dir / b2 / choroy / dempart / fast / games / hikki / ita / orthodox ]

/27chan/ - 27chan

A união faz o meu pinto crescer

Catálogo

Winner of the 78th Attention-Hungry Games
/bimbo/ - Plastic and Fantastic!

April 2019 - 8chan Transparency Report
One Alacrity node crashed, but it is back online. Some threads might be 404ing as a result. As for the media server, we are looking into potential improvements.
Nome
E-mail
Assunto
Comentário *
Arquivo
Senha (Randomized for file and post deletion; you may also set your own.)
* = obrigatório[▶ Opções e restrições de postagem]
Confused? See the FAQ.
Inserir
(substitui os arquivos e pode ser usado no lugar deles)
Opções

Tipos de arquivos permitidos: jpg, jpeg, gif, png, webm, mp4
O tamanho máximo da imagem é de 16 MB.
As dimensões máximas da imagem são de 15000 x 15000.
É possível fazer o upload de 5 arquivos por postagem.


repórtein u cansêr!!!11onzi

YouTube embed. Click thumbnail to play.

 No.2114[Responder]

Relembrar é viver.

As declarações de guerra contra o povo que partiram de Jair bostanazi

Ao contrário do que a imprensa golpista e seus candidatos falam por aí, Jair bostanazi tem provocado e ameaçado o povo brasileiro o suficiente para sofrer não só um, mas vários ataques por parte da classe trabalhadora, das mulheres, dos estudantes, dos movimentos sociais, dentre outros, em função de suas declarações de apologia à violência e de seu comprometimento de extinguir os direitos de sobrevivência da população.

Seguem alguns exemplos dos insultos que o candidato promove contra o povo brasileiro:

“O grande erro [da ditadura militar] foi torturar e não matar”.

(USUÁRIO BANIDO POR FALAR MAL DO MEU CANDIDATO DE ESTIMAÇÃO, TO TRISTE :\)
6 postagens omitidas. Clique em Responder para visualizar.

 No.2121

YouTube embed. Click thumbnail to play.

“Somos um país cristão, Deus acima de tudo. Não existe essa história de estado laico não, é estado cristão. Vamos fazer o Brasil para as maiorias. As minorias têm que se curvar às maiorias. As minorias se adequam ou simplesmente desapareçam.”




File: 7038fcab593e87c⋯.jpg (55,45 KB, 700x360, 35:18, mercado-economia-700x360_c.jpg)

 No.2110[Responder]

Os interesses populares, os do ‘mercado’ e a Bolsa de Valores

Róber Iturriet Avila – O discurso do que é bom para a “economia” e para o “mercado” é travestido de “interesse geral”, quando, na verdade, é o interesse específico da minoria rica do país que vive de aplicações financeiras.

Em tempo de disputa política eleitoral, as narrativas do “interesse geral” são explicitadas nas manchetes. O “mercado” tem suas preferências, o qual é traduzido como sintoma da “economia”. O que seria bom para a “economia”? Impõe-se a clarificação de tais conceitos.

Nosso sistema é de economia de mercado: capitalismo. A “economia” envolve preços, lucros, salários, juros, renda, produção, taxa de câmbio, déficit, superávit, exportação, importação etc. O “mercado” é a instituição em que se articulam os negócios. As relações de oferta e de demanda, os preços, a produção, o consumo, são relações de mercado. Há reconhecidamente, nestas relações, interesses contraditórios. Seja quando se analisa pela ótica consumidor/produtor, seja quando se analisa pela ótica trabalhador/empresário.

Entretanto, no discurso comum, a referência ao “mercado” e à “economia” é traduzida como o índice da Bolsa de Valores de São Paulo e a preferência dos investidores no sistema financeiro. O interesse manifesto, nesse caso, é daqueles que vivem de aplicações financeiras, ou seja, de sua propriedade, os rentistas, e também o interesse daqueles que vivem de lucros, os empresários (setor produtivo). Geralmente o que se transmite como o “mercado” é na verdade o “mercado financeiro”.

Há um relativo consenso de que é de “interesse geral” a elevação da atividade econômica, pois ela gera lucros, salários, empregos, juros, impostos, consumo etc. Não é possível ignorar, entretanto, que nos interesses da “economia” há contradições.

Autores de matriz liberal, como o clássico David Ricardo, reconhecem que “aquilo que se pagasse como salário teria a máxima importância em relação aos lucros, pois, evidentemente, estes últimos seriam altos ou baixos, exatamente na proporção em que os primeiros fossem baixosA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.(AIN MAS O TITIO OLAVO FALOU QUE O COMUNISMO É RUIN E MATOU 800 ZILHÕES .-.)

1 postagem e 1 resposta com imagem omitidas. Clique em Responder para visualizar.

 No.2112

File: 380bb9e770bc150⋯.jpg (34,5 KB, 589x473, 589:473, grafico2-rober1.jpg)

Nessa medida, aqueles que não utilizam os serviços públicos, não têm interesse em gastos nos serviços sociais. É de interesse daqueles que vivem de lucros e da rentabilidade financeira que os salários não se elevem e que os gastos públicos caiam, assim, os tributos e custos empresariais poderão também cair.

A agenda econômica e política do “mercado” (financeiro) é, portanto, a da redução dos serviços públicos, da flexibilização da legislação trabalhista, da reforma da previdência, da privatização dos serviços públicos, em uma palavra: da liberalização.

Os interesses do “mercado” (financeiro) são então contraditórios aos interesses daqueles que vivem de seu trabalho, daqueles que procuram trabalho, daqueles que utilizam os serviços públicos e também daqueles que não possuem riqueza acumulada, ou seja, da esmagadora maioria da população brasileira.

O discurso do que é bom para a “economia” e para o “mercado” é travestido de “interesse geral”, quando na verdade, é o interesse específico da minoria rica do país que vive de aplicações financeiras e, muitos deles, não trabalham e possuem riqueza herdada. O mercado financeiro e a imprensa brasileira auxiliam a narrar os interesses específicos da minoria rica como sendo os interesses gerais e como aquilo que é bom para a “economia”. Dominam o discurso comum expressando sua vontade como a vontade da nação.

Referências:

CASTRO, Jorge Abrahão. Política social no Brasil: distribuição de renda e crescimento econômico. In: ANFIP; FENAFISCO. A reforma tributária necessária: diagnóstico e premissas. Brasília: ANFIP, FENAFISCO; São Paulo: Plataforma Política Social, 2018.

RICARDO, David. Princípios de economia política e tributação. São Paulo: Nova Cultural, 1996.




File: afe927bcb4b56d0⋯.jpg (33,03 KB, 600x250, 12:5, terceirizaçao-600x250.jpg)

 No.2109[Responder]

Vai lá ser terceirizado pra ver o que é bom, direitalha.

A justiça do capital nunca tarda nem falha: sempre ferra o trabalhador

Sorrateiramente, na sombra de tantos fatos ligados ao circo das eleições gerais no Brasil – este alçapão democrático no qual a burguesia e colaboracionistas do capital atraem e mantém desacordado o proletariado – a justiça brasileira mostrou para que e para quem a justiça em geral existe.

Com a aprovação da chamada “terceirização irrestrita” pelo Supremo Tribunal Federal (STF), nesta semana, vai piorar muito mais a já altamente desumana condição de sobrevivência da classe trabalhadora.

O fato é que, com essa manobra, o supremo tribunal do capital bateu o último prego da tampa do caixão do processo de integração real da economia brasileira às cadeias globais de produção (CGP).

Esse termo de nome inocente e de aparente neutralidade técnica – alegremente assumido até pela missionária das florestas Marina Silva em debate com candidatos na Band televisão – quer dizer que doravante o Brasil pode retornar sem óbices legais às condições de exploração capitalista que imperaram antes de 1930.

A legalização da “terceirização irrestrita” tem um objetivo claro. Reforçar decisivamente a integração passiva da economia brasileira às CGP. Segue aquele figurino de indústrias montadoras e plataformas de exportação plenamente realizado por China, Índia, México, Turquia, etc. – em que a classe operária sem qualquer direito trabalhista é controlada policialmente (e democraticamente, claro) pelo Estado.

As CGP servem, em primeiro lugar, à necessidade imperiosa do capital continuar se reproduzindo globalmente; em segundo lugar, em seu mundo de contradições, para lutar contra a tendência à queda da taxa geral de lucro internacional e suas periódicas crises cíclicas de superprodução, como a que ora se avizinha, mais uma vez.

Essas observações são estranhas a grandes contingentes de “militantes” de esquerda, para quem o capiA postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.(AIN MAIS O MAGICO DO IDEIAS ABISSAIS E O MIMIMISES.ORG FALARAM Q A TERCEIRIZAÇÃO É BOA, REFUTA ESSA COMUNA!!!11!1)



File: ad865f7b92b0be3⋯.jpg (111,16 KB, 1024x585, 1024:585, serrs_-1024x684-1024x585.jpg)

 No.2093[Responder]

Eleição de papelão: 9 vezes em que a direita passou vergonha tentando fingir que é popular

Atualmente, a direita brasileira tem se apresentado tão nociva quanto esteticamente pitoresca. Em momentos como a votação na Câmara dos Deputados do impeachment da presidenta Dilma Rousseff, a repugnância pela atitude vil dos traidores da prática se misturou com o asco despertado pelo grotesco espetáculo. Episódios desta natureza são cada dia mais comuns, mas, para o consolo da nação, alguns acabam tomando contornos cômicos, de tão aberrantes.

(AIN MAIS O ASTROFILOSOFO OLAVO DISSE QUE O PSDB É COMUNISTA, TOMA ESSA PETRALHA KKKKKKK)
9 postagens e 9 respostas com imagem omitidas. Clique em Responder para visualizar.

 No.2103

File: 67260e2b7246f40⋯.jpg (57,66 KB, 610x342, 305:171, 10.Lula_-610x342.jpg)

BÔNUS:

Eleições sem Lula

Mais dia, menos dia, a democracia burguesa se revela uma contradição em termos. Se a maioria da população tem direito a escolher seus governantes, naturalmente – a medida em que se conscientiza – vai pondo no poder pessoas não chanceladas pelas elites. Para tentar controlar as eleições, a burguesia tem que se desmoralizar de todas as maneiras possíveis. Imprensa golpista, judiciário corrupto, parlamentares entregues a uma barroca contradição: agradar os empresários que os financiam sem se queimar o povo que os elege). A perseguição aberta contra o ex-presidente Lula (candidato mais popular do país), abrilhanta ainda mais o conjunto desta obra infernal. Por isso, merece figura como a 10ª aberração desta lista. Tão falsa quanto Aécio de Papelão e João Doria trabalhador é a tentativa de maquiar a arbitrariedade e a ditadura para parecerem amigas do povo.




File: 7c7c844c68a39f2⋯.jpg (203,51 KB, 1440x720, 2:1, 09-07-18-levy-mourao-2-153….jpg)

 No.2089[Responder]

Esses são os tais "homens de bem".

PARTIDO DO PRÉ-CANDIDATO GENERAL MOURÃO FINANCIOU EMPRESA QUE MANTÉM SITE DE FAKE NEWS FOLHA POLÍTICA

(1/4)

O PRTB, PARTIDO controlado por Levy Fidelix e que agora tem o general do Exército Antonio Mourão como pré-candidato na chapa à Presidência, transferiu dinheiro para a empresa responsável por três dos maiores divulgadores de boatos e difamações no Brasil: o site Folha Política e as páginas no Facebook Movimento Contra Corrupção e TV Revolta. Além de espalharem notícias falsas, os sites servem como canais de comunicação e divulgação das pautas da nova direita brasileira, amplificando, também, as opiniões de Fidelix e do general Mourão.

Os pagamentos, de ao menos R$ 25 mil, foram feitos à empresa Novo Brasil Empreendimentos entre outubro e dezembro do ano passado e constam na declaração de gastos do partido divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral no último mês. A empresa, administrada por Thais Raposo Chaves e Ernani Fernandes, é responsável pelo Folha Política e pelas páginas de Facebook Movimento Contra Corrupção, que conta com mais de 3,6 milhões de seguidores, e TV Revolta, com 3,4 milhões, além de outros sites e páginas em redes sociais.

Os canais do casal Chaves e Fernandes costumam replicar informações falsas, geralmente repercutindo falas descontextualizadas de famosos ou de pequenos veículos de imprensa. No caso dos atentados à caravana de Lula em março deste ano, por exemplo, a Folha Política publicou uma série de textos que colocava a existência dos tiros em dúvida. Em um deles, replicava um tweet do jornalista de TV Milton Neves, que comparava o atentado ao caso falso da “grávida de Taubaté”. Em outro, afirmava que “policiais experientes” não descartavam que o caso fosse uma armação.

(TUDO Q TA NA FOLHA POLITICA É VERDADE, VSF ESQUERDOPATA KKKK)
2 postagens omitidas. Clique em Responder para visualizar.

 No.2092

(4/4)

bostanazi, Moro, MBL, Alexandre Frota…

A Raposo Fernandes Associados, outra empresa do casal, administra a página de Facebook do ator Alexandre Frota, segundo a descrição da própria página. O canal de YouTube mantido por Ernani Fernandes, o Ficha Social, também abrigava vídeos de Kim Kataguiri, ainda antes da criação do MBL, em outubro de 2014.

A rede de Raposo e Fernandes também conta com outras páginas que superam um milhão de seguidores no Facebook. A página Juiz Sérgio Moro – Estamos com você, por exemplo, tem 1,6 milhão de curtidas, e a Juventude Contra Corrupção, tem 1,4 milhão. As páginas formam uma rede com fronteiras pouco claras e reforçam o engajamento uma das outras, somando, no total, mais de 10 milhões de curtidas.

Não é possível saber se o PRTB continua a financiar essa rede, já que novas declarações de gastos só devem ser divulgadas em 2019. Apesar de nunca ter conseguido se eleger a nenhum cargo, Fidelix deve ganhar cerca de R$ 3,7 milhões de dinheiro público do novo fundo eleitoral para gastar ao longo desse ano. Enquanto isso, os sites da rede continuam a divulgar intensamente as opiniões rasteiras dele e as atividades do militar Mourão. Na mais recente, Fidelix afirmava que a Wikipedia precisava ser proibida porque… publicava fake news.




File: 2ce36bd51331087⋯.jpg (62,03 KB, 800x400, 2:1, biscate e ator pornô.jpg)

 No.2088[Responder]

Se dizer de direita hoje é fazer papel de palhaço.

Hasselman vs. Frota: nem a direita suporta a direita

A direita golpista tem enorme facilidade para realizar suas campanhas nas eleições: os empresários investem aos montes, a imprensa burguesa dá todo o apoio e o Judiciário acoberta todas as falcatruas. Mesmo assim, nem tudo são flores: a polarização política no país, evidenciada na candidatura de Lula, tem feito vários setores da burguesia perderem a cabeça.

Nessa semana, o partido de Jair bostanazi – o PSL – protagonizou mais um “bate-cabeça” entre seus elementos. A fascista Joice Hasselman, que é uma espécie de cabo eleitoral da família bostanazi na imprensa, afirmou que sua candidatura seria uma das duas únicas referendadas pelo seu guru. Imediatamente, vários candidatos a deputado pelo PSL se manifestaram contra a declaração de Hasselman, acusando a pseudo-jornalista de mentir em favor próprio.

A principal expressão da crise que sr abriu no PSL após a declaração de Hasselman foi a reação de Alexandre Frota, que chamou a candidata de “biscate” e disse que ela “não valia nada”.

Frota e Hasselman foram elementos de enorme valor para a burguesia na época em que foi tramado o golpe de 2016. Junto com setores da imprensa como Marco Antônio Villa e Augusto Nunes, ambos realizaram uma campanha intensa contra a presidenta Dilma Rousseff.

O fato de Frota e Hasselman estarem “trocando farpas” mostra o quanto a direita é impopular e a crise em que se encontra o governo golpista. O alto grau de incerteza em a que a situação política está submetida tem levado aos golpistas a mostrar suas contradições a público.

(USUÁRIO BANIDO POR CAÇOAR DE MIM POR EU SER DE DIREITA, VO CHORA ;_;)


File: 16905742233b228⋯.jpg (85,1 KB, 1024x585, 1024:585, apanhou-1024x683-1024x585.jpg)

 No.2078[Responder]

Toma, fascistinhas!

Acabou o amor: membros do MBL apanham em protesto contra destruição do Museu Nacional

Da redação – Membros ainda não identificados do grupo fascista Movimento Brasil Livre (MBL) tiveram a infeliz ideia de comparecer ao grande ato, predominantemente de esquerda, do dia 3 (segunda-feira) na Cinelândia, que aconteceu em protesto pelo catastrófico incêndio no Museu Nacional, ocorrido um dia antes (domingo, 2) no Rio de Janeiro.

O tumulto teria começado após um dos meliantes infiltrados no ato inadvertidamente pedir a palavra para provocar. Um deles usava luvas, possivelmente na expectativa de agredir alguém. Rapidamente, percebeu que a vida real não oferece a mesma segurança que a Internet, momento em que se viu obrigado a enfrentar a fúria dos presentes, onde acabou sendo expelido pela multidão aos gritos de “racista, fascista, não passarão”.

Não há informações sobre o estado de saúde dos direitistas.

(USUÁRIO BANIDO POR DEBOCHAR DO MEU GRUPELHO FAVORITO #XATIADO)

 No.2085

YouTube embed. Click thumbnail to play.

Toma essa outra.




YouTube embed. Click thumbnail to play.

 No.2079[Responder]

Temer desconstrói picolé de chuchu: toma que este governo também é seu

Temer chama campanha do tucano de falsa e ressalta que o bloco do golpe, de seu governo e da coligação e picolé de chuchu são uma coisa só

São Paulo – O presidente Michel Temer divulgou nesta quarta-feira (5) em rede social um vídeo contundente com objetivo de desconstruir a propaganda eleitoral do candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo picolé de chuchu. Diante do esforço do tucano de sair do limbo das pesquisas, com críticas aos problemas decorrentes do golpe que o levou ao poder, com protagonismo do PSDB, Temer partiu para o ataque.

"Geraldo picolé de chuchu, candidato a presidente da República, me dirijo a você, pelas falsidades que você tem colocado no seu programa eleitoral e eu não posso silenciar em homenagem ao povo brasileiro", dispara. Nas redes sociais, o gesto foi interpretado com motivações diversas: Temer estaria tentando dar um impulso a "seu" candidato oficial, Henrique Meirelles, também empacado nas pesquisas? Estaria xingando picolé de chuchu com o objetivo real de favorecê-lo? (Afinal, ser criticado por um presidente com aprovação de 3% pode virar um elogio.) Ou Temer e as forças "ocultas" associadas a ele no golpe estariam, diante da total ausência de um nome habilitado a derrotar a esquerda na eleição, dando uma guinada em direção à campanha de Jair bostanazi (PSL)?

De Temer a picolé de chuchu: "Você diz que a educação foi um desastre. Então você sabe quem foi meu ministro da Educação: o Mendonça Filho, que é do DEM, um partido que apoia a sua candidatura? Segundo ponto, você fala mal da saúde com se fosse um desastre... no nosso governo está com o PP (Ricardo Barros), um partido que apoia a sua candidatura, teve três ministérios e continua com três ministérios".

O presidente não para: "Você critica indevidamente a área de indústria e comércio e sabe quem foi o ministro? O Marcos Pereira, candidato a deputado federal do PRB, que apoia sua candidatura. Estava no meu governo, continua no meu governo e agora é base de apoia da sua candidatura".

A postagem é longa demais. Clique aqui para visualizá-la na íntegra.(XUP@ ESQUERDALHA!!! KKKKKKKK #BOZOMEME 2088)


Excluir postagem [ ]
[]
[1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] [9] [10] [11] [12] [13] Avançar | Catálogo | Nerve Center | Cancer
[ / / / / / / / / / / / / / ] [ dir / b2 / choroy / dempart / fast / games / hikki / ita / orthodox ]